terça-feira, abril 23

Você provavelmente já ouviu falar que para exercer a função de médico é necessário um CRM, certo? No entanto, você sabia que para atuar como especialista o médico precisa de outro registro? Confira agora tudo sobre o que é RQE.

Cuidar de uma clínica de dermatologia ou de ortopedia é um serviço complicado. Por isso, além de uma gestão financeira para clínicas, é essencial que o especialista tenha o RQE em dia para atestar a seus pacientes a capacidade para desempenhar a função.

Portanto, para auxiliar você a entender melhor o que é RQE e como ele é importante para garantir um serviço de melhor qualidade a diferentes pacientes, preparamos o texto a seguir com todas as informações necessárias sobre o assunto. 

O que é RQE?

O RQE nada mais é do que um Registro de Qualificação de Especialidade. Ou seja, uma documentação que atesta, em paralelo ao CRM (registro no Conselho Regional de Medicina), que o médico está apto a atuar de maneira especializada em uma área médica.

Ao término do extenso curso de medicina, os alunos e novos médicos recebem um número do CRM que atestam que eles estão aptos a exercerem a função de médicos generalistas. Logo, sem ter uma especialização, como pediatria, geriatria ou outras. 

Com isso, ao atuar de maneira especializada sem o RQE o médico está agindo de maneira ilegal e infringindo o código de ética do CFM ou Conselho Federal de Medicina. Portanto, o RQE é muito mais que um documento, é uma proteção legal aos médicos. 

O que é RQE: sua importância

Agora que você já sabe o que é RQE, fica evidente que esse registro é muito importante para garantir um controle sobre a atuação dos profissionais de medicina. Com isso, ao obter o CRM o profissional está apto a atuar de maneira ampla na medicina. 

Entretanto, o RQE é essencial para dar ainda mais segurança a ele e principalmente a seus pacientes. Justamente para apresentar ainda mais conhecimento técnico na hora de exercer as mais variadas funções que a área escolhida exige.

Além disso, ter o RQE é muito importante para auxiliar os médicos a progredirem na carreira, buscando novos cursos de especialização que aprofundem o conhecimento e a experiência sobre a área de atuação.

Portanto, obter o RQE possibilita ao médico angariar mais oportunidades de mercado, afinal, o mercado de clínico geral é bastante concorrido. Logo, o RQE é essencial para desenvolver a carreira dos médicos especialistas.

Como solicitar o RQE?

Agora você já sabe o que é RQE, sua importância para a carreira de médico e também para atestar aos seus pacientes a qualidade técnica. Então, chegou a hora de saber os caminhos para obter o RQE.

O primeiro passo para solicitar o registro no CRM é juntar alguns documentos que são:

  • O certificado de conclusão de curso de especialização da área escolhida;
  •  Título de especialista atestado pelas entidades regulamentadoras;
  •  Ter algum cargo na área da especialidade.

Com tudo isso em mãos, o segundo passo é dar entrada em um requerimento de registro no CRM.

Lembre-se que também é necessário uma cópia autenticada do certificado de Residência Médica ou do Título de Especialista e a Carteira Profissional Médica (CPM).

Após isso, a Seção de Registros Pessoais analisará a documentação entregue e repassará os documentos para o processo de confirmação de autenticidade no CNRM e AMB. Posteriormente, com tudo finalizado, basta pagar uma taxa de serviço e aguardar o registro. 

Por fim, com o processo de inclusão do RQE finalizado, o profissional especialista recebe o número do RQE e pode atuar de maneira legal como médico especialista.

Como solicitar o RQE

O que acontece se atuar sem o RQE?

Você já viu que é ilegal atuar de maneira especializada sem o Registro de Qualificação de Especialidade. No entanto, existem diferentes punições que os profissionais da medicina podem sofrer em decorrência desse crime. 

Além da falta de ética, o médico pode ter que responder processo junto a instituição do CRM. O que ocasiona em multas, suspensões e até mesmo cancelamento do número do CRM, com o profissional ficando impossibilitado de exercer suas atividades.

É muito importante que os profissionais tenham conhecimento da importância do RQE, tanto para garantir uma progressão de carreira, como para garantir um melhor desempenho durante as consultas.

Afinal, para se tornar especialista o profissional enfrenta horas de estudos e experiências para se aprofundar cada vez mais sobre a sua área.

Com isso, o médico que atua de maneira irregular está sujeito a essas penalizações a qualquer momento da carreira. Inclusive, mesmo que nenhum acidente grave aconteça, basta apenas uma denúncia.

Como verificar se o médico possui RQE?

Ao possuir o RQE, é comum que os médicos disponibilizem o registro em diferentes itens do dia a dia, ou seja, em carimbos, placas e banners de divulgação do consultório. 

Afinal, essa é uma maneira de atestar seus conhecimentos e mostrar ao público suas qualidades.

Portanto, ao encontrar um médico que não apresenta seu registro de maneira clara, muito provavelmente você está visitando um profissional que não possui o Registro de Qualificação de Especialidade para exercer a atividade em questão. 

Especialidades mais comuns no RQE

  • Dermatologista;
  • Pediatra;
  • Endocrinologista;
  • Geriatra;
  • Ortopedia.
Especialidades mais comuns no RQE

Conclusão

Com todas as informações apresentadas no texto sobre o que é RQE, fica claro a importância desse registro para garantir aos diversos pacientes o atestado de que está se consultando com profissionais realmente capazes para aquela função.

Portanto, é muito importante que os profissionais se mantenham focados em obter mais conhecimentos para conseguir a especialização. E que os pacientes tenham o conhecimento sobre o RQE e procurem médicos que tenham o certificado. 

Afinal, todos pacientes merecem receber um atendimento de qualidade com profissionais especialistas nas suas questões, para resolver de maneira mais correta e veloz os possíveis problemas.

Portanto, se você é médico e ainda não possui seu RQE procure se informar ainda mais sobre esse registro. E se você paciente conhece um médico que está atuando de maneira equivocada, denuncie.

Share.