O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, suspendeu nesta quarta-feira, 29, duas investigações abertas pela Justiça de São Paulo contra o senador José Serra (PSDB-SP) para apurar supostas doações ilegais de campanha. A decisão atende ao pedido da defesa, que defende que o caso seja transferido para o STF.

Com a decisão, as investigações abertas pela Justiça Eleitoral e pela Justiça Federal ficaram suspensas até o relator do caso, ministro Gilmar Mendes, analisar o processo. Por causa do recesso de julho na Corte, coube a Toffoli, que decide sobre as questões do Supremo, julgar a liminar.

Serra foi alvo de duas buscas e apreensões neste mês em função das duas investigações. Após as operações, o senador disse em nota que suas contas de campanha sempre foram aprovadas pela Justiça Eleitoral e que“ jamais recebeu vantagens indevidas ao longo dos seus 40 anos de vida pública e sempre pautou sua carreira política na lisura e austeridade em relação aos gastos públicos”.

Denúncia

A decisão ocorre horas depois de a Justiça Federal em São Paulo acolher denúncia do Ministério Público Federal e transformar Serra em réu por lavagem transnacional de dinheiro.

Segundo a denúncia da força tarefa da Operação Lava Jato do MPF em São Paulo, Serra recebeu vários pagamentos da empreiteira Odebrecht em contas no exterior no total de R$ 4,5 milhões em 2006 e 2007. O MPF informou que “supostamente” o dinheiro seria usado para pagamento de despesas das campanhas eleitorais do então governador.

No início do mês, quando o MPF apresentou a denúncia, José Serra disse, por meio de nota, que os fatos que motivaram a denúncia são “antigos e prescritos”. No comunicado, Serra destacou que não cometeu atos ilegais e que sempre teve “integridade” na sua vida pública. O senador diz que “mantém sua confiança na Justiça brasileira, esperando que os fatos sejam esclarecidos; e as arbitrariedades cometidas, devidamente apuradas”.

Fonte: Agência Brasil

Pandemia: Governo economiza R$ 466 milhões com a máquina pública

Gastos com diárias, passagens e energia foram reduzidos Com milhares de servidores públicos trabalhando de forma remota em casa por causa da

Fernando da BR desponta como nome forte para a Prefeitura de

Fernando da BR lança sua pré-candidatura a prefeito do município de Ibirapuã Ibirapuã: Pré-candidato a prefeito de Ibirapuã, o bacharel em

Demanda por armas aumenta 620% na Bahia

No primeiro semestre do ano, a loja de armas, na capital baiana, do empresário Alexandre Lobo teve alta de 30% nas vendas, na comparação com o

Detran libera aulas e exames práticos para primeira habilitação

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) publicou, neste sábado, 1°, a portaria que regulamenta o retomada das aulas e exames práticos

STF julgou quatro processos da Lava Jato contra políticos desde 2015

O Supremo Tribunal Federal (STF) só julgou quatro processos referentes à Lava Jato desde 2015, quando as investigações da operação atingiram

Pesquisa: Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia

Segundo estudo, dado destaca a pobreza e a desigualdade do país As pessoas que recebem o auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante

Caixa atualiza informações sobre o auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal atualiza, ao vivo, nesta quarta-feira, 29, as informações sobre lotes e prazos de pagamento do auxílio emergencial

Faixa de extrema pobreza é a menor em 40 anos no Brasil

Percentual caiu de 4,2% para 3,3% da população, revela pesquisa A faixa da população que vive em extrema pobreza foi a menor dos últimos 40

Porto Seguro e outras três cidades voltam a ter voos diretos para a

A partir de 31 de agosto, se deslocar pela Bahia ficará mais rápido e prático. A capital baiana ganhou novos voos diretos para as cidades de

Toque de recolher é prorrogado até dia 2 de agosto em Porto Seguro

Porto Seguro: A prefeita Cláudia Oliveira assinou, nesta segunda-feira (27/07), um novo decreto prorrogando, até o dia 2 de agosto, às 23h59, o

Nossos Apoiadores: