Decisão de troca foi tomada após reunido do vice-presidente com embaixadores de Alemanha e Noruega, principais doadores do órgão

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou nesta quinta-feira (28) que vai substituir o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, como presidente do Comitê Orientador do Fundo Amazônia, após ter se reunido com os embaixadores de Alemanha e Noruega em busca de reativar o programa de financiamento de ações para proteção da floresta.

O anúncio foi feito após Salles ter sido duramente criticado por organizações de defesa do meio ambiente por declaração feita em reunião ministerial de abril, cujo vídeo foi divulgado na semana passada, afirmando que o governo deveria aproveitar "momento de tranquilidade", com a atenção da imprensa concentrada na pandemia da covid-19, para "ir passando a boiada" em termos de mudanças na legislação ambiental.

Mourão informou, em um publicação no Twitter, que será o próximo presidente do comitê orientador, por iniciativa do Ministério do Meio Ambiente, com vistas a integrar as ações do colegiado às do Conselho Nacional da Amazônia Legal, o qual também preside.

O vice-presidente não informou na postagem como será recriado o Comitê Orientador do Fundo Amazônia.

Mais cedo, Mourão se reuniu com os embaixadores da Alemanha e da Noruega e com o presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Gustavo Montezano. O BNDES é responsável por administrar os recursos.

"Apresentei aos embaixadores da Alemanha e Noruega e ao presidente do BNDES a proposta de reativação do Fundo da Amazônia, convidando os primeiros a conhecer no terreno a Operação Verde Brasil 2 e transmitindo a esses governos a política do Estado brasileiro para a Amazônia", afirmou também no Twitter.

A Operação Verde Brasil 2 foi deflagrada este mês pelo governo federal para combater o desmatamento e o garimpo ilegal na Amazônia, com a presença de militares e servidores de órgãos do governo, sob a coordenação de Mourão.

A ação ocorre após o desmatamento na Amazônia brasileira ter aumentado 55% nos primeiros quatro meses do ano em relação ao ano anterior, segundo dados preliminares do governo.

Fonte: Reuters

Aeroporto de Teixeira de Freitas voltará a ter voos comerciais

Teixeira de Freitas: A nova previsão é que na primeira semana de Setembro, o Aeroporto de Teixeira de Freitas voltará a operar voos comerciais

Adiamento das eleições municipais para novembro é aprovado

PEC deve ser promulgada amanhã em sessão do Congresso A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º), em dois turnos, a Proposta de

Senado aprova texto base que pune fake news nas redes sociais

O Senado Federal aprovou na noite desta terça-feira, 30, o texto base do projeto de lei que pune o uso de fake news e o ataque à honra nas redes

Governo prorroga por 2 meses auxílio emergencial

O ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou nesta terça-feira (30) a prorrogação do auxílio emergencial, destinado a trabalhadores

Mesmo em tempo de Pandemia a Prefeitura de Caravelas realiza diversas

Caravelas: Melhoria da infraestrutura de ruas, avenidas, praças e prédios públicos, estão entre as ações realizadas em diferentes bairros.

Lucas Bocão é pré-candidato a prefeito de Teixeira e se afasta do

Teixeira de Freitas: O radialista Lucas Rocha, o "Lucas Bocão" se afastou do seu programa diário na Rádio Eldorado FM e que leva o próprio nome

Confira o calendário de pagamento do 3º lote do auxílio

Quem solicitou pelo app ou pelo site começa a receber neste sábado A Caixa Econômica Federal anunciou no último dia 26 a data de pagamento da

Bolsonaro tira foto sem máscara ao lado de crianças e idosos

O presidente Jair Bolsonaro foi a Araguari (MG) na manhã deste sábado, 27, e cumprimentou apoiadores no meio de uma rodovia. Algumas pessoas

Ministério da Saúde anuncia parceria para produção da vacina

Anúncio foi feito neste sábado em coletiva de imprensa O Ministério da Saúde anunciou em coletiva de imprensa realizada na manhã deste

Queiroz pode estar negociando delação premiada, diz emissora

O ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz estaria negociando uma delação premiada com o Ministério Público, segundo

Nossos Apoiadores: